ÓLEO ESSENCIAL DE BERGAMOTA Phytoterápica - 11ml

ÓLEO ESSENCIAL DE BERGAMOTA Phytoterápica – 11ml

O óleo é muito utilizado em perfumaria, produzindo uma nota cítrica de saída muito agradável.

O óleo essencial de bergamota é analgésico, antidepressivo, antisséptico, antiespasmódico, carminativo, cicatrizante, desodorante, digestivo, expectorante, antitérmico, sedativo e vermífugo.

R$59,00


Em estoque


A essência é extraída da casca da fruta, que se parece com uma laranja levemente periforme. Mistura-se bem com a maioria das essências, principalmente jasmim, cipreste e neroli. Junto com o neroli e a lavanda, é um dos principais ingredientes da água de colônia clássica. Ele dá um toque muito agradável a quase toda mistura, e dá um óleo de banho fresco e relaxante.

O óleo de Bergamota provém da casca de uma fruta que cresce na Itália. A árvore Bergamota recebeu o nome da cidade de Bérgamo, na Lombardia, onde a essência foi inicialmente comercializada.

Os óleos cítricos em geral são conhecidos como ligeiramente irritantes, e, em quantidades muito grandes, têm causado tumores experimentais em camundongos. Os tumores eram benignos e não eram produzidos facilmente, especialmente com o óleo de Bergamota. O óleo de Bergamota foi usado na medicina popular italiana durante muitos anos, basicamente contra febres e vermes. Sendo originária da Itália, a bergamota não figura na medicina tradicional de outros países. Usado em duchas e banhos de assento, o óleo de Bergamota tem dado bons resultados em infecções, gonocócicas, leucorréias e pruridos vaginais. Em câncer do útero, reduz ao mínimo a infecção local, as secreções purulentas e a irritação genital. Tem ampla aplicação como antisséptico e é eficaz contra gonococos, estafilococos, cólica, meningococos, bacilo da difteria e muitos mais. É de particular valor em infecções da boca, pele, tratos respiratório e urinário, e é indicado na difteria, amigdalite e muitos tipos de doenças da garganta.

O óleo de Bergamota tem efeito levemente irritante sobre a pele em concentrações altas, mas, se usado com moderação (1% ou menos), tem o efeito contrário. Ele tem sido considerado útil em eczemas, psoríase e acne, e é um bom antisséptico e agente curador para feridas e úlceras indolentes. Tem sido usado também na seborreia da pele e do couro cabeludo, e age como parasiticida na sarna. É um eficaz agente desodorante. É também eficaz contra o bacilo da tuberculose e é indicado em todos tipos de infecção do trato respiratório, especialmente bronquite; a esse respeito, é mais eficaz quando misturado com óleo de limão. Como desinfetante das bactérias orais, ajuda a eliminar o mau hálito. Sua ação antisséptica é muito indicada contra cistites e infecções do trato urinário. Sua ação sobre o trato digestivo é antiespasmódica, carminativa, digestiva e é um dos muitos remédios aromáticos conta cólica, flatulência e indigestão.

Como sedativo, é valioso em casos de depressão e estados de ansiedade, e seu odor agradável o torna tão útil quanto o de rosa ou sândalo nessa aplicação. Diferente deles tem odor leve, refrescante e uma qualidade mais estimulante e rápida. O óleo de Bergamota é usado para aromatizar o chá do tipo Earl Grey. O óleo de Bergamota tem efeito de aumentar a capacidade fotossintética da pele, e não deve ser usado puro sobre a pele na presença da luz solar ou da ultravioleta. Mesmo quando diluído em óleo vegetal, lembre-se que ele não protege a sua pele da queimadura dos raios solares.

Precauções

Este óleo é fototóxico, não exponha a pele a luz solar por 12 horas após o uso. O óleo puro sobre a pele pode causar irritação ou dermatite, em virtude das furanocumarinas.


Ofertas exclusivas e muito mais por e-mail:

© 2016 | Brasil Natural.
Desenvolvido por: mufasa